Todos os dias há 23 portugueses que são apanhados pelas forças de segurança a conduzir sem carta de condução. Os números são divulgados, este sábado, pelo Jornal de Notícias. O diário acrescenta que este é um dos crimes mais grave do Código da Estrada e que é punido com pena de prisão até dois anos ou multa até 240 dias.

Até Junho deste ano já tinham sido detidos pela PSP e pela GNR 4179 indivíduos por conduzirem sem carta. Lisboa, Porto, Setúbal e Açores são as zonas onde este tipo de infracção regista o maior número de casos.

Apesar dos valores serem elevados, a verdade é que já foram muito superiores no passado. Por exemplo, em 2010 e 2011 eram mais de três vezes superiores aos que se registaram este ano.

O Jornal de Notícias acrescenta ainda que, de acordo com as autoridades policiais, o crime de conduzir sem carta está associado a outros como a fuga, a condução perigosa, a embriaguez e a falta de seguro.

Apesar disso, dificilmente os infratores são presos.

“Normalmente, os tribunais têm mão leve e só à sétima ou oitava condenação é que, efetivamente, o infrator vai para a cadeia”, refere um responsável da PSP, citado pelo Jornal de Notícias.