O Tribunal Criminal de Sintra condenou um homem à pena única de nove anos de prisão, por crimes de violação. Os crimes ocorreram em novembro de 2013, em Mem Martins, concelho de Sintra, informou esta sexta-feira a Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa (PGDL).

«O arguido, em ambas as situações, abordou as vítimas, a pretexto de as auxiliar na reparação de pequena avaria em automóvel ou na reparação de um pneu supostamente furado (que o arguido previamente esvaziara), acabando por atraí-las a local isolado onde depois, no interior das viaturas das vítimas, acabaria por violá-las», explica a PGDL, no seu site.

O acórdão foi proferido a 22 de outubro, com a condenação do arguido a seis anos de prisão por cada um dos dois crimes de violação, ocorridos a 10 e 25 de novembro de 2013. O coletivo de juízes aplicou, em cúmulo jurídico, a pena única de nove anos de prisão. A condenação prevê, ainda, o pagamento de indemnizações cíveis às duas vítimas.

Foi ordenada, igualmente, a recolha de ADN ao arguido. Já tem antecedentes criminais fica em prisão preventiva até trânsito em julgado da decisão.