O Tribunal de S. João Novo absolveu esta quinta-feira 63 funcionários dos Serviços Municipalizados de Águas do Porto (SMAS) acusados de burlarem a ADSE, condenando apenas os donos de uma clínica dentária por aquele crime.

O odontologista e a mulher donos da clínica dentária foram condenados a penas iguais de quatro anos e seis meses de prisão suspensas e ao pagamento solidário de uma indemnização de 53.083 euros.

Esse foi o montante da burla que o tribunal deu por provada.