O município de Condeixa-a-Nova anunciou esta quarta-feira a atribuição de 50 bolsas de estudo de mil euros a estudantes universitários com carências financeiras, numa medida inédita no concelho,e tomada no âmbito do Orçamento Participativo de 2013.

Segundo um comunicado da Câmara Municipal, o período de inscrições decorre entre 1 e 31 de outubro, através do preenchimento do boletim de candidatura disponibilizado na página da Internet do município (onde pode igualmente ser consultado o regulamento), ao qual têm de ser anexados os documentos exigidos.

«As bolsas destinam-se a apoiar o prosseguimento dos estudos a estudantes economicamente carenciados e com aproveitamento escolar que, por falta de meios, se veem impossibilitados de o fazer», refere a nota.

A autarquia refere ainda que «a medida pretende também promover a igualdade de oportunidades de acesso ao ensino e incentivar os jovens a prosseguir os estudos para além do ensino secundário».

As bolsas preveem a comparticipação dos encargos inerentes à frequência do ensino superior, nomeadamente as despesas de alojamento, alimentação, transporte, material escolar e propina a suportar pelo candidato durante o ano letivo.

Os apoios serão pagos em duas prestações de 500 euros, a primeira em janeiro de 2015 e a segunda em junho do mesmo ano, mediante a apresentação de comprovativo de pagamento de, pelo menos, um pagamento respeitante à propina do ano de 2015.

A medida concretiza uma das propostas vencedoras do Orçamento Participativo de 2013, apresentada por Flávio Cordeiro, que pretende responder ao atual contexto de instabilidade económica que afeta muitos alunos, impedindo-os de prosseguir os estudos.

A seleção dos candidatos às bolsas de estudo vai decorrer em novembro.