O ex-deputado e atual vereador na Câmara do Marco de Canaveses, Luís Vales, adiantou hoje que o Governo autorizou a afetação de verbas para a eletrificação da Linha do Douro, entre Caíde e aquela cidade.

«Foi, no fundo, dada autorização, para se avançar com a obra», explicou, em declarações à Lusa.

O autarca disse ter a «informação segura» de que a autorização do Governo, traduzida no compromisso na inscrição de encargos plurianuais, foi transmitida à Refer pelo secretário de Estado dos Transportes, Sérgio Monteiro.

Luís Vales, que foi deputado do PSD até há algumas semanas, acompanhou o processo no sentido de desbloquear recursos financeiros para a eletrificação daquele troço de linha férrea, uma obra necessária para permitir que os comboios suburbanos do Porto cheguem ao Marco de Canaveses.

No início deste ano, o Governo tinha avançado que a eletrificação avançaria no início de 2014, com recursos financeiros que resultariam da renegociação do QREN.

Aquele anúncio da tutela ocorreu quando era discutida, no plenário da Assembleia da República, uma petição população, com 6.691 assinaturas, a exigir a requalificação da linha.

A solução adotada pelo Governo para este processo passa pela reformulação o projeto inicial, de 2009, que previa uma requalificação completa da linha e das estações, no valor de 70 milhões de euros.

A intervenção agora anunciada aponta apenas para a eletrificação daquele troço de via-férrea e pequenas intervenções em matéria de segurança, num investimento previsto de cinco milhões de euros.