As listas de colocação de professores divulgadas hoje pelo Ministério da Educação e Ciência (MEC) indicam que 1.213 professores dos quadros ficaram com «horário-zero» neste ano letivo.

Mais de seis mil professores colocados nas escolas

Quando no final de agosto o MEC divulgou os resultados do concurso de mobilidade interna havia ainda 2.185 professores dos quadros do ministério por colocar.

Hoje, de acordo com as listas divulgadas, 179 docentes foram retirados da mobilidade interna por lhes ter sido atribuído componente letiva ou outras funções nas escolas, e outros 793 docentes conseguiram colocação neste concurso.

Subtraindo estes docentes aos 2.185 que não tinham componente letiva atribuída no final de agosto sobram 1.213 professores dos quadros com «horário-zero».

Em setembro do ano passado, o ministro da Educação Nuno Crato afirmou no Parlamento que havia então 1.721 docentes com horário-zero, ou seja, com seis horas de aulas ou menos atribuídas, ou seja, cerca de 500 mais do que este ano letivo.

Os professores em horário-zero podem vir a ser integrados no regime de requalificação (mobilidade especial), que está ainda a ser trabalhado pelo Governo, depois de a proposta de diploma inicial ter sido chumbada pelo Tribunal Constitucional.

Os 179 professores retirados da mobilidade interna pertencem maioritariamente aos grupos de recrutamento de educação visual e tecnológica, português, inglês e 1.º ciclo do ensino básico.

Quanto aos professores dos quadros colocados neste concurso foram sobretudo os que pertencem aos grupos de recrutamento do pré-escolar, 1.º ciclo do ensino básico, inglês e educação tecnológica do 3.º ciclo do ensino básico que conseguiram uma vaga, ainda que em muitos casos o contrato seja para necessidades temporárias, e não para todo o ano letivo.

Quanto aos grupos de recrutamento com mais professores de carreira sem colocação destacam-se os de português, inglês e educação tecnológica, todos do 3.º ciclo do ensino básico.

Entre os contratados, os grupos de recrutamento do pré-escolar, 1.º ciclo do ensino básico, e matemática, física e química e educação física do 3.º ciclo do ensino básico são os grupos com mais professores que conseguiram um horário para o ano letivo de 2013-2014.

Os professores colocados têm até segunda-feira, dia 16 de setembro, para se apresentarem nas escolas.