Um homem ficou ferido na largada de toiros que decorreu na madrugada de hoje na Moita, depois de ter sido colhido, tendo sido transportado para o hospital, disse à Lusa fonte da Comissão de Festas.

«O homem foi colhido e transportado ao hospital do Barreiro. Depois acabou por ser transferido para o hospital de S. José, em Lisboa, mas a informação que temos é que não corria risco de vida», disse à Lusa Clarisse Santos, da Comissão de Festas da Moita.

O homem foi colhido na segunda largada de toiros noturna integrada nas festas em honra de Nossa Senhora da Boa Viagem.

Na primeira largada noturna das Festas da Moita, que ocorreu na madrugada do dia 13 de setembro, dois homens, de 46 e 27 anos, também foram colhidos e acabaram por morrer devido aos ferimentos causados.

A vítima de hoje estava junto a uma árvore quando o toiro investiu na sua direção, ainda tentou contornar a árvore mas acabou por ser colhido com violência. O homem tentou depois fugir mas o animal foi de novo na sua direção, tento sido colhido uma segunda vez, saindo do recinto amparado por outros populares, constatou a Lusa no local.

Ao longo de toda a semana realizaram-se largadas de toiros durante a manhã na avenida principal da vila da Moita, tendo-se registado alguns feridos, mas sem gravidade.

As Festas da Moita terminam no domingo, estando agendada para as 10:00 a última largada de toiros na avenida, que é dividida em três zonas, num evento que atrai milhares de pessoas ao concelho, com muitas tradições ligadas à tauromaquia.

Na tarde de sexta-feira decorreu na Moita a Tarde do Fogareiro, que atraiu mais de 15 mil pessoas à avenida, onde já a final do dia aconteceram alguns desacatos que foram prontamente sanados pela intervenção da GNR.

«Aconteceu uma situação pontual que teve a ver com um ajuste de contas, onde foi utilizada uma arma branca, mas os ferimentos não foram graves. Foi uma situação isolada protagonizada por um grupo de jovens», explicou Clarisse Santos.