A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) anunciou hoje a apreensão de meia tonelada de carne de suíno imprópria para consumo humano num centro de abate do distrito de Coimbra.

Em comunicado, a ASAE informa que na semana passada fiscalizou um estabelecimento de restauração e bebidas em Portimão, no distrito de Faro, tendo sido “detetadas carcaças de leitão sem marca de salubridade, suspeitas de serem introduzidas na rede de consumo, provenientes de abate clandestino”.


Segundo o mesmo comunicado, as carcaças foram, contudo, “consideradas conformes para alimentação animal, pelo que se procedeu à sua doação ao canil municipal de Portimão”.

Na sequência da investigação, a ASAE confirmou a proveniência da carne, tendo sido fiscalizado o respetivo centro de abate, situado no distrito de Coimbra.

Na ocasião, foi apreendida “meia tonelada de carne de suíno (37 carcaças de suíno adulto e de leitão), sem marca de salubridade” e considerada imprópria para consumo humano, no valor aproximado de 1.600 euros.


“O inquérito crime prosseguirá com a determinação pelo Ministério Público do destino a dar à carne apreendida”, acrescenta o comunicado.