A primavera deste ano foi a mais chuvosa dos últimos 15 anos e a 14.ª com o valor mais alto de precipitação desde 1931, segundo o Boletim Climatológico do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

A primavera 2016 (março, abril, maio) foi também classificada como fria, de acordo com o documento disponibilizado esta quinta-feira na página do IPMA na Internet.

Apesar de a primavera só terminar na próxima semana, dado que o verão começa no dia 20 de junho, para o IPMA e em termos climatológicos são analisados os meses de março, abril e maio. O mês de junho é considerado e analisado pelo instituto como mês de verão.

O Boletim Climatológico do IPMA indica que o "valor médio da quantidade de precipitação no trimestre março-maio (346,4 milímetros) foi superior à média correspondendo a 164% do valor normal”.

Segundo o documento, os valores totais de precipitação na primavera foram superiores ao normal em todo o território, tendo o menor valor ocorrido em Sagres, no Algarve (com 128,4 milímetros) e o maior em Cabril, no distrito de Montalegre (787,5 milímetros).

Os dados do IPMA indicam que os valores médios da temperatura máxima e mínima do ar foram também inferiores aos valores normais.

Os valores médios mensais da temperatura média do ar variaram entre 6,7 graus Celsius nas Penhas Douradas [distrito da Guarda] e 16,1 em Faro e Castro Marim [Algarve]”, assinala o IPMA.

O instituto indica que o mês de março foi muito frio, com o valor da temperatura média a ser o mais baixo dos últimos 31 anos e o 13.º mais baixo desde 1931.

O mês de abril, é referido no boletim, foi extremamente chuvoso, com o valor médio da quantidade de precipitação a ser o terceiro mais alto desde 2000.

Quanto a maio, é referido no documento que foi um mês extremamente chuvoso, sendo o valor médio da temperatura média do ar próximo do valor normal.

O valor médio da quantidade de precipitação [em maio] foi o quinto mais alto desde 1931 e o mais alto dos últimos 22 anos”, refere o instituto.

No Boletim do IPMA é também destacado que no final de março ocorreu uma situação de seca meteorológica na região sul, nomeadamente com o Baixo Alentejo e o sotavento algarvio em seca moderada.

No final de abril, diminuiu a área de seca, terminando esta situação no fim de maio.

O IPMA destacou também a ocorrência de um tornado em Vila Chã, Vila do Conde, distrito do Porto, no dia 10 de abril.