O nível da água vai continuar a subir nas próximas horas na bacia do Tejo dada a continuação dos níveis altos de descargas nas barragens, disse à agência Lusa fonte da proteção civil.

Além do isolamento da povoação do Reguengo do Alviela, no concelho de Santarém (a partir do final do dia de segunda-feira para viaturas ligeiras e desde hoje de manhã a todo o tráfego), devido à submersão da estrada nacional 365 em vários pontos, a subida das águas na região inundou as zonas baixas de diversas povoações e obrigou ao encerramento de várias estradas no distrito.

O largo de Palhais na Ribeira de Santarém e os parques de estacionamento junto ao rio Zêzere em Constância, o que se situam na margem do Castelo do Almourol e o do cais de Tancos (ambos no concelho de Vila Nova da Barquinha) estão inundados, tal como um bar situado neste último local.

Com o Plano Especial de Emergência para Cheias na Bacia do Tejo, acionado no fim de semana, em alerta Amarelo desde a madrugada de segunda-feira, a previsão é que a continuação da subida do nível da água provoque a inundação de outros locais, como a zona baixa de Constância, podendo chegar aos restaurantes que se situam nas margens do Zêzere.

Prevê-se igualmente a inundação das zonas baixas da Barquinha, nomeadamente a Avenida dos Plátanos, e a submersão da estrada municipal que liga Santarém à aldeia piscatória das Caneiras e das estradas nacionais 368-1 entre Chamusca e Vale de Cavalos e 3-2 entre Ponte do Reguengo e Valada.

Além da EN365 em Santarém e na Golegã, estão submersas várias estradas municipais e rurais nos concelhos de Almeirim (Benfica do Ribatejo/Casal Branco e Porto da Courela/Alpiarça), Coruche (caminhos municipais H e 1427 e Estrada das Meias), Golegã (Estrada dos Lázaros/Ponte da Broa, ponte do Cação e estrada real Pombalinho/Mato de Miranda).

Estão igualmente submersas a ligação entre a Ponte dos Alcaides e Almajões e a estrada do campo entre a Ribeira de Santarém e Vale de Figueira (Santarém), a estrada municipal entre Vale da Pedra e a ponte do Setil (Cartaxo), a estrada do campo em direção à Reta do Cabo (Benavente), a estrada de campo da Pesqueira (Constância), a estrada de campo do Paúl do Boquilobo (Torres Novas).

Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro de Santarém disse à Lusa que até ao momento não houve qualquer pedido de ajuda para resgatar pessoas, animais ou bens, sublinhando que, aos primeiros alertas, as populações têm a preocupação de salvaguardar os seus pertences.