Militares da GNR destacados na ilha grega de Quios ajudaram hoje 30 migrantes, entre os quais 14 crianças, que foram observados por equipas médicas e encaminhados para as autoridades gregas.

A GNR está na Grécia no âmbito de uma missão da Agência Europeia de Fronteiras e Guarda Costeira (FRONTEX), realizando patrulhamentos terrestres para prevenir ou detetar atos ilícitos ligados à imigração ilegal ou ao tráfico de seres humanos.

Segundo um comunicado divulgado, os militares da GNR detetaram hoje, durante uma ação de patrulhamento no centro de Nénita, em Quios, um grupo composto por 14 crianças, sete mulheres e nove homens.

Estes migrantes eram de nacionalidade iraquiana, palestiniana e kuwaitiana e terão embarcado na Turquia para a ilha grega.

Os migrantes foram vistos por equipas médicas e depois encaminhados para as autoridades locais.