Os militares da GNR em missão na ilha grega de Chios resgatou 49 refugiados e migrantes que viajavam num barco de borracha, com cerca de seis metros, entre a Turquia e a Grécia, anunciou esta terça-feira a corporação.

O resgate das 49 pessoas, nove das quais crianças e cinco mulheres, ocorreu no passado fim de semana na ilha grega de Chios e os migrantes não apresentaram qualquer ferimento e chegaram a terra em segurança.

Em comunicado, a GNR adianta que, durante uma ação de patrulhamento marítimo, os militares da Unidade Controlo Costeiro (UCC) observaram a embarcação na fronteira com a Turquia, tendo depois intercetado o barco de borracha.

Segundo a Guarda Nacional Republicana, os militares da UCC da GNR acompanharam e entregaram os refugiados e migrantes a uma embarcação romena que os transportou até ao porto de Chios.

Desde 01 de abril, que 32 militares da UCC da GNR participam numa operação da agência europeia Frontex de vigilância de fronteiras e controlo de imigrantes ilegais na Grécia.

Desde o início da operação, a GNR percorreu 1.845 milhas náuticas e detetou 311 migrantes.

A participação da Guarda Nacional Republicana, na missão "Poseidon 2016“, liderada pela Agência Europeia de Gestão da Cooperação Operacional nas Fronteiras Externas dos Estados-Membros da União Europeia (Frontex), prolonga-se até 31 de agosto.