Algumas estradas do concelho de Águeda, situadas no leito de cheia do rio com o mesmo nome, estavam hoje ao início da noite a ser cortadas ao trânsito, devido à subida do nível da água.

De acordo com fonte da Proteção Civil municipal de Águeda, os serviços interditaram algumas estradas nas zonas dos Abadinhos, Sardão, Recardães, Espinhel e Serém, um procedimento habitual quando que sobe o nível da água.

«É uma situação já habitual aqui em Águeda. Sempre que chove um pouco mais, a estrada é cortada e sinalizada, o que já é uma rotina, mas os serviços estão atentos a qualquer alteração», disse à Lusa um funcionário municipal.

Segundo a mesma fonte, as zonas afetadas pela subida do nível das águas, que até ao momento «não é significativa», estão «no leito de cheia» e «sempre que chove mais os campos encharcam e ficam inundados».

O concelho de Águeda regista periodicamente inundações, nomeadamente quando chove com intensidade na encosta do Caramulo e na barra de Aveiro se registam marés vivas, dificultando o escoamento da água da Ria.

A Câmara de Águeda tem previsto avançar com a substituição dos taludes de acesso a duas pontes por pilares, para facilitar o escoamento junto à cidade, bem como a abertura de um canal artificial para impedir a acumulação das águas.