Setenta estradas e caminhos estavam esta quarta-feira ao final da tarde cortados em Portugal continental devido ao mau tempo, segundo a Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC).

De acordo com um balanço publicado às 18:00 na página da Internet da ANPC, as 70 estradas estavam cortadas devido a inundações, neve e desmoronamentos, continuando isoladas as povoações de Reguengo do Alviela e das Caneiras, no distrito de Santarém.

A ANPC adianta que só no distrito de Santarém estavam cortadas àquela hora 41 estradas, devido a inundações, nomeadamente quatro no concelho de Almeirim, sete no da Golegã, 10 no de Santarém, cinco no de Alpiarça e quatro no de Coruche.

No mesmo distrito havia ainda uma estrada, no concelho de Alpiarça, com circulação condicionada devido a inundação.

No distrito de Coimbra havia 12 estradas cortadas devido a inundações (quatro no concelho da Figueira da Foz, três em Montemor-o-Velho e três em Mira) e duas por causa de desmoronamentos nos concelhos de Miranda do Corvo e Montemor-o-Velho.

No distrito de Aveiro estavam às 18:00 cortadas sete estradas devido a inundações, todas no concelho de Águeda.

Estavam também sete estradas cortadas, nos distritos de Castelo Branco e da Guarda, devido à neve.

Os distritos de Leiria e Lisboa tinham uma estrada cortada cada um devido a inundação.

Havia ainda uma outra estrada cortada no distrito de Viseu devido à queda de inertes.

A chuva, por vezes persistente, vai afetar o continente até sexta-feira, mas no fim de semana regressa o sol e o frio, prevendo-se uma descida das temperaturas da ordem dos 5 a 7 graus Celsius, de acordo com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera.