Quarenta estradas estavam às 09:00 de hoje cortadas ou condicionadas devido a inundações, queda de neve e desmoronamentos causados pelo mau tempo das últimas semanas e descargas das barragens, segundo a Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC).

De acordo com informação disponibilizada na página da internet da ANPC, 40 estradas estavam cortadas e três estavam condicionadas nos distritos de Aveiro, Guarda, Coimbra, Leiria, Lisboa, Viseu e Santarém.

No distrito de Santarém, o nível das águas na bacia do Tejo tem vindo a descer gradualmente, tendo o Reguengo do Alviela deixado de estar isolado.

A ANPC indica que no distrito de Santarém estavam cortadas 13 estradas e uma estava condicionada (Ribeira de Santarém, no Vale Figueira) nos concelhos de Almeirim, Benavente, Golegã, Cartaxo, Torres Novas e Coruche.

No distrito de Coimbra, estavam cortadas hoje de manhã oito estradas nos municípios de Montemor-o-Velho, Miranda do Corvo, Figueira da Foz e Soure devido a inundações e desmoronamentos.

A Proteção Civil tem registo também de 10 estradas cortadas no distrito de Leiria e uma condicionada (Alcobaça) devido a deslizamento de terras.

De acordo com a ANPC, há duas estradas cortadas no concelho de Águeda (Túnel do Sardão e a estrada municipal em Campo), distrito de Aveiro, e em Lisboa está interditada a Estrada Nacional 3-1 em Alqueidão, concelho de Azambuja.

Nos distritos de Castelo Branco e da Guarda estão quatro estradas cortadas devido à queda de neve (Covilhã e Torre, Serra da Estrela) e deslizamento de terras (Cernache de Bonjardim).

Em Viseu, a estrada nacional de Valadares para São Pedro do Sul (município de São Pedro do Sul) estava cortada devido à queda de inertes e, no concelho de Viseu, a estrada municipal de entre Torredeita e Routar encontrava-se intransitável por causa de um deslizamento de terras.