A estabilização dos caudais na bacia do Tejo registada durante o dia de hoje em Santarém vai continuar esta quinta-feira à noite, informou a Proteção Civil, que mantém ativo o alerta amarelo no distrito.

A informação foi avançada com base na informação disponibilizada pela Agência Portuguesa do Ambiente (APA) e pela EDP produção, tendo o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Santarém adiantado que, às 19:45, os caudais em Almourol eram de aproximadamente 3.500 metros cúbicos por segundo (m3/s), «prevendo que este valor se mantenha estável, nas próximas horas».

Na bacia hidrográfica do Sorraia, as barragens de Maranhão e Montargil continuaram a 100% durante o dia de hoje, verificando-se uma descida de valores das descargas de superfície a partir das 17:00 de quarta-feira.

Às 19:45, verificava-se uma estabilização da altura hidrométrica do Sorraia nos 16,70 metros.

Mais de 40 estradas, na maioria rurais e municipais, continuavam esta quinta-feira submersas no distrito de Santarém, devido à subida das águas nas bacias do Tejo e do Sorraia, incluindo a submersão da EN 365 na ponte do Alviela e a jusante do Pombalinho, e a povoação de Reguengo do Alviela mantinha-se isolada, segundo a Proteção Civil.

A Proteção Civil aconselha as populações que retirem animais, bens e equipamentos agrícolas das zonas inundáveis para locais seguros, que não atravessem, com viaturas ou a pé, estradas ou zonas alagadas e que se mantenham informadas através dos órgãos de comunicação social ou dos agentes de Proteção Civil.