Um incêndio confinado a um tanque com magnésio no Centro Integrado de Recuperação, Valorização e Eliminação de Resíduos Perigosos (CIRVER) do SISAV, na Chamusca, obrigou esta quarta-feira à retirada dos 73 funcionários, não havendo vítimas, disse fonte da Proteção Civil.

Segundo o Comando Distrital de Operações de Socorro de Santarém, o incêndio, com início cerca das 10:17, foi combatido por 15 veículos e 33 bombeiros das corporações da Chamusca, Constância, Entroncamento, Torres Novas, Tomar e Alpiarça, que tiveram que recorrer ao uso de químicos secos, uma vez que o magnésio não pode entrar em contacto com a água.

A fonte adiantou que não se registaram vítimas nem outros danos.

No local estiveram ainda os presidentes da Câmara Municipal da Chamusca e da Junta de Freguesia da Carregueira, onde se encontra o Ecoparque do Relvão que alberga os dois únicos CIRVER existentes no país, além do comandante distrital de operações de socorro e o responsável pela proteção civil municipal.