Uma criança de uma escola na Chamusca sentiu-se mal e morreu subitamente, confirmou à tvi24.pt fonte dos bombeiros Voluntários da Chamusca. Os bombeiros e o INEM foram chamados ao local, mas não conseguiram reanimar a criança.

O episódio aconteceu por volta da hora do almoço.

Segundo avança a agência Lusa, era um adolescente, com 12 anos de idade. Estudava na Escola Básica 2,3 da Chamusca e morreu de paragem cardiorrespiratória durante uma aula de educação física.

Segundo o Comando Distrital de Operações de Socorro, citado pela Lusa, o alerta foi dado cerca das 12:15 de hoje, tendo estado no local uma viatura dos bombeiros da Chamusca e a viatura médica de emergência e reanimação do Hospital de Santarém.

À tvi24.pt fonte do INEM explicou que a primeira chamada, dando conta de uma vítima inconsciente, foi recebida ao 12:09. Os meios de socorro foram acionados ao 12:10. Era 12:25 quando os bombeiros contataram o INEM para confirmar que a vítima, de 12 anos de idade, estava em paragem cardiorrespiratória.

O INEM enviou também um psicólogo para o local.

O Ministério da Educação e Ciência (MEC) disse estar a acompanhar a situação relacionada com a morte de um aluno de uma escola da Chamusca, durante uma aula de educação física.

Em comunicado citado pela Lusa, o MEC lamentou o falecimento e indicou que vai disponibilizar «todo o apoio necessário à família do estudante» e à escola básica do 2.º e 3.º ciclos da Chamusca.

Atualizado às 23:59