Um incêndio deflagrou este sábado num prédio de habitação na Avenida D. João III em Ponta Delgada, Açores, obrigando à retirada de moradores, informou a Proteção Civil, adiantando não haver vítimas.

O fogo deflagrou pelas 02:00 (03:00 em Lisboa) num apartamento do segundo andar, de um edifício de cinco, e estava 40 minutos depois em rescaldo.

No local estão a PSP e os Bombeiros Voluntários de Ponta Delgada, desconhecendo-se ainda as circunstâncias da origem do incêndio.

A situação foi comunicada à Polícia Judiciária.

Aos jornalistas, o adjunto de comando dos Bombeiros Voluntários de Ponta Delgada Valdemar Furtado afirmou que o apartamento onde deflagrou o incêndio ficou inabitável, adiantando que “os restantes moradores vão poder regressar hoje a casa, sendo apenas necessário esperar para fazer ventilação”.

Valdemar Furtado acrescentou que o fogo teve origem num dos quartos, tendo um bombeiro da corporação sofrido “queimaduras ligeiras na face” no decurso do conbate às chamas.

Sete pessoas foram retiradas das suas casas.

Quinze bombeiros da corporação apoiados por seis viaturas e seis elementos da PSP, com três, estavam no local.