Os bispos portugueses congratularam-se esta terça-feira com a visita do Papa a Portugal, em 2017, no âmbito do centenário dos acontecimentos de Fátima, disse o porta-voz da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP), padre Manuel Barbosa, que admite que mais próximo da data existam convites para que o Papa visite outras cidades do país. 

“[Queremos] manifestar a congratulação da Conferência Episcopal, por haver uma afirmação mais explícita do Papa Francisco na audiência que teve com António Marto, o bispo de Leiria-Fátima e também vice-presidente da CEP”, afirmou, em Fátima, no distrito de Santarém, o sacerdote, no final da reunião do conselho permanente deste organismo da Igreja Católica.


O papa Francisco confirmou, no dia 25 de abril, ao bispo de Leiria-Fátima, que tenciona deslocar-se a Fátima em 2017, quando se assinala o centenário dos acontecimentos na Cova da Iria, revelou a diocese portuguesa.

Numa informação enviada à agência Lusa, a diocese anunciou que, em audiência privada, em Roma, o Papa Francisco confirmou a António Marto que, “se Deus [me] der vida e saúde’ quer estar na Cova da Iria para celebrar o centenário das aparições de Fátima”.

“Depois de ter recebido já vários convites, é a primeira vez que Francisco afirma de forma explícita este desejo de vir a Fátima, autorizando a divulgação pública da sua intenção”, destaca a diocese.


O porta-voz da CEP disse esperar que o papa “esteja bem para estar” em Portugal nesse ano.

Questionado sobre se a CEP deseja que o papa Francisco visite outros locais do país, Manuel Barbosa salientou que o papa se desloca a Fátima “no contexto do centenário”.

“É óbvio que, depois, na preparação, mais próxima, haja sugestões”, declarou o responsável, salientando que apesar de a visita ser a Fátima “pode ser que vá a Lisboa, Porto ou a outro sítio, mas ainda é cedo para se adiantar e depende, também, dos serviços, naturalmente, do Vaticano”.