Seis homens, entre os 24 e os 37 anos, foram detidos pela GNR por alegado tráfico de droga ou posse de arma proibida, nos últimos dias, na zona de Castelo de Vide, nas imediações do Festival Andanças.

O Comando Territorial de Portalegre da GNR revelou esta segunda-feira, em comunicado, que as detenções ocorreram durante a operação de fiscalização direcionada para a segurança do Festival Andanças, realizada desde a passada segunda-feira e até ao último domingo.

O festival, promovido pela PédeXumbo - Associação para a Promoção da Música e Dança, realizou-se nesse mesmo período, junto à albufeira de Póvoa e Meadas, no concelho de Castelo de Vide (Portalegre).

Segundo a GNR, quatro dos homens foram detidos por posse ou tráfico de estupefacientes, enquanto os outros dois foram por posse de arma proibida.

Além disso, no âmbito da mesma operação, a GNR passou 48 autos de contraordenação por posse de estupefacientes.

No total, os militares apreenderam 91,4 gramas de canábis, 48,2 gramas de haxixe, 2,5 gramas de anfetaminas, 1,3 gramas de MDMA e 0,3 gramas de heroína, bem como um bastão extensível e uma faca tipo borboleta.

Os detidos, todos portugueses, foram presentes a tribunal e saíram em liberdade, mediante Termo de Identidade e Residência, para aguardar o desenrolar do respetivo processo judicial.

«Nesta operação foram empenhados militares de todas as valências operacionais da Guarda, com especial destaque para a Territorial, Trânsito, Investigação Criminal, Proteção da Natureza e Ambiente e Manutenção da Ordem Pública», referiu a força de segurança.

Em colaboração com a organização do festival e com a Câmara Municipal de Castelo de Vide, foi possível «garantir um ambiente de grande segurança e tranquilidade a todos quantos, e foram muitos milhares, quiseram participar» no evento, reforçou a GNR em declarações à Lusa.