O rapaz de 10 anos, que ficou soterrado, na terça-feira, num buraco que terá feito com o irmão na praia do Carvalhal, no concelho de Odemira, acabou por morrer no hospital, informou o capitão do Porto de Sines.

«A criança fez uma paragem cardiorrespiratória e foram feitas as manobras de suporto básico de vida no local e a criança foi transportada para o hospital de Santa Maria ainda com pulso e a ventilar», revelou fonte dos bombeiros à TVI24 na terça-feira.

O rapaz, de nacionalidade suíça, foi retirado do buraco por bombeiros e transportado em estado grave num helicóptero do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) para o Hospital de Santa Maria, em Lisboa, onde acabou por morrer ainda na terça-feira à noite, informou à agência Lusa o capitão do Porto de Sines, José António Velho Gouveia.

Segundo o também comandante da Polícia Marítima de Sines, o rapaz e o irmão, mais novo, estariam a brincar num «lugar altamente remoto» do areal da praia do Carvalhal, num sopé de uma míni duna, onde terão feito um buraco, no qual a vítima «se meteu e depois caiu-lhe areia em cima» e ficou soterrado.