«Já passaram três semanas, mas contamos, entre dois a três meses, termos resolvido a questão [das cartas] atrasadas. Assim que estivermos em fase de cruzeiro e em que tivermos eliminado os [processos] atrasados, temos a obrigação de, até cinco dias - até podem ser menos -, entregarmos os títulos de condução às pessoas», assegurou o presidente do IMT.




já houve uma redução de 100 mil processos atrasados



«Foram bastantes horas e lamentamos os transtornos que nós causámos os cidadãos, que se deslocaram às nossas instalações e não viram os seus problemas resolvidos. Não posso garantir que isto não volte a acontecer. O que posso garantir é que estaremos aqui para resolver as situações, como o fizemos», afirmou João Carvalho à Lusa.