A PSP do Porto anunciou esta quarta-feira a detenção de oito pessoas e apreensão de 29 viaturas avaliadas em 600 mil euros, acreditando ter desmantelado um grupo responsável pelo «furto de viaturas automóveis, fraude fiscal, burla e falsificação».

«Os detidos são suspeitos de procederem à importação de veículos de países estrangeiros sem efetuarem o pagamento devido dos impostos, assim como da prática de outros ilícitos criminais», destaca a PSP.

Em comunicado, a PSP revela que a investigação pedida ao Gabinete de Recuperação de Ativos ¿ GRA Norte, «determinou o arresto de todos os bens móveis, imóveis e financeiros dos suspeitos, num valor que ascende aos 3 milhões de euros».

A «operação policial de grande envergadura», que terminou esta quarta-feira, teve por objetivo a «desagregação de um grupo de indivíduos que de forma organizada se dedicava à prática do furto de viaturas automóveis, falsificação de notação técnica, fraude fiscal e burla», acrescenta o Comando Metropolitano da PSP do Porto.

Desenvolvida sob «a coordenação do Ministério Público de Matosinhos», a ação incluiu a realização de «40 buscas domiciliárias e não domiciliárias, nas áreas do Porto, Braga, Aveiro, Viana do Castelo e Vila Real».

Para além deter oito pessoas, a PSP apreendeu 29 automóveis com o «valor estimado de cerca de 600 mil euros», três armas de fogo, material informático, 30 mil euros em dinheiro e «documentação diversa relacionada com os ilícitos em causa».

De acordo com a PSP, a operação contou com a colaboração do Comando Distrital de Braga da PSP e da Autoridade Tributária e Aduaneira.

Os detidos vão ser presentes na quinta-feira a tribunal, acrescenta aquela força policial.