Um total de 31 alunos da Escola Sophia de Mello Breyner, em Carnaxide (Oeiras), foram esta sexta-feira levados para hospitais com vómitos e dores abdominais e de cabeça, de acordo com a diretora do estabelecimento, Teresa Silva.

À entrada da escola, que tem cerca de 300 alunos entre os seis e os 15 anos, a responsável explicou aos jornalistas que, durante a tarde, 43 alunos apresentaram estes sintomas, mas, após uma triagem no local pelo Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), 12 foram para casa, acompanhados pelos encarregados de educação e familiares.

O mesmo balanço foi feito à Lusa pelo INEM, de acordo com o qual 12 crianças foram levadas para o Hospital de São Francisco Xavier (Lisboa) e sete para o Hospital Fernando da Fonseca (Amadora-Sintra), na sequência de uma intoxicação alimentar. Em Lisboa, também os hospitais da Estefânia e de Santa Maria receberam, cada um, seis alunos.

De acordo com a Lusa, Teresa Silva sublinhou que se recomenda que os familiares se mantenham vigilantes, para o caso de haver alteração de sintomas.

Vómitos e dores de cabeça foram os sintomas descritos pelos alunos da escola básica integrada com jardim-de-infância, onde ao almoço foram servidos arroz de ervilha com filetes de peixe com molho, creme de alho francês e fruta.

No local estiveram meios dos bombeiros, incluindo as corporações de Carnaxide e Algés, o INEM (com duas ambulâncias), a Direção Geral de Saúde, a Autoridade para a Segurança Alimentar e Económica, a PSP, a GNR, a Polícia Municipal e a delegada de saúde.