A polícia deteve, na madrugada de segunda-feira, 14 homens, em Carnaxide, concelho de Oeiras, durante uma operação de prevenção criminal, na qual dois agentes ficaram feridos após os suspeitos terem arremessado pedras contra uma viatura policial.

“Os factos ocorreram no desencadeamento de uma operação especial de prevenção criminal, num bairro situado na zona da Portela de Carnaxide, no decorrer da qual os suspeitos arremessaram diversas pedras na direção de uma viatura policial, ferindo dois polícias, no rosto, clavícula e braço direito”, refere o Comando Metropolitano de Lisboa (Cometlis) da PSP, em comunicado.


Os dois polícias foram hospitalizados, mas recebram alta médica no mesmo dia.

A polícia iniciou uma perseguição aos suspeitos, com idades entre os 17 e os 38 anos, que seriam localizados no interior de um apartamento desse bairro, tendo os homens resistido à detenção “através do arremesso de objetos na direção dos polícias”, os quais "tiveram de recorrer ao uso de aerossóis de defesa" (gás pimenta).

Apesar disso, acrescenta o Cometlis, “os suspeitos continuaram com a conduta hostil, empunhando facas e serrotes, ao mesmo tempo que instigavam e desafiavam os elementos policiais".

A situação levou à necessidade de reforço de elementos policiais, munidos de equipamento tático, que acabaram por deter os homens.

Durante a operação policial foram apreendidas 195 doses de haxixe, uma pistola de calibre 6,35 milímetros, municiada com quatro munições, duas facas, uma tesoura e um aerossol de defesa.

Depois de presentes a primeiro interrogatório judicial, os detidos saíram em liberdade e ficaram sujeitos a medida de coação de Termo de Identidade e Residência.