O edifício sede do Automóvel Clube de Portugal (ACP), em Lisboa, que na terça-feira foi evacuado por razões de segurança foi vistoriado e considerado seguro, disse à agência Lusa o presidente daquela entidade esta quarta-feira.

Segundo o presidente do ACP, Carlos Barbosa, «está tudo a funcionar normalmente. Está tudo calmo».

A Unidade de Intervenção Territorial (UIT) da Câmara Municipal de Lisboa esteve a fazer uma vistoria ao edifício e «obrigou a obra do lado a fazer coisas para sustentar as paredes», acrescentou Carlos Barbosa.

Na terça-feira, o edifício da sede do ACP foi evacuado por «haver risco de ruir» a parte do imóvel contígua a um prédio em obras.

Em declarações na terça-feira à Lusa, Carlos Barbosa disse que «de sábado para hoje, as rachas no edifício aumentaram de tal maneira que cabe uma mão dentro», tendo «cedido esta noite a empena colada ao prédio» em obras, que pertence à Espírito Santo Property.

«Havia risco de ruir o prédio desse lado», tendo por isso o ACP optado por evacuar a sede, «por prevenção».

A Lusa tentou contactar com o vereador da Segurança, Carlos Castro, mas até ao final da manhã tal não foi possível.