Pelo menos 800 mil peregrinos são esperados no próximo fim de semana em Roma para as cerimónias de canonização dos papas João XXIII e João Paulo II, entre eles algumas centenas de portugueses.

Francisco Moura, diretor de turismo religioso da Geostar, disse à agência Lusa que a empresa vai levar às canonizações cerca de 300 pessoas, um número que, admitiu, ficou abaixo das expectativas que tinha para este evento.

«Esperávamos mais de acordo com o que aconteceu há quatro anos com a beatificação de João Paulo II. Na altura houve maior procura e sobretudo um maior entusiasmo no sentido de decisões mais rápidas», diz Francisco Moura.

João XXIII e João Paulo II serão proclamados santos no domingo e o programa de cerimónias começa nesta terça-feira à noite na igreja de São João de Latrão, em Roma.

O encontro juntará jovens de todo o mundo com os defensores da causa dos dois papas e foi já considerado pelo Vaticano um dos «momentos marcantes» que antecedem a canonização a 27 de abril, dia em que se comemora a festa da Divina Misericórdia, instituída por João Paulo II.

O segundo momento apontado pela Santa Sé são as vigílias da véspera da canonização em 11 igrejas paroquiais de Roma com orações em várias línguas, incluindo em português.