O secretário de Estado do Desporto e Juventude assumiu hoje, na Praia do Norte, ter ficado «impressionado» com a dimensão das ondas e o número de pessoas a assistir à sessão de surf do havaiano Garrett McNamara.

«Desloquei-me hoje à Nazaré acedendo a um amável convite que o Garrett McNamara me fez. Nessa altura, ficou prometido que quando a "época" das ondas se iniciasse viria cá. Aqui estou e duplamente impressionado, pela dimensão das ondas, que pelo que sei não estão no seu máximo, e o número de pessoas que aqui se juntou», afirmou Emídio Guerreiro.

De acordo com o governante, a presença de muitas pessoas na Praia do Norte «demonstra o interesse que o "Canhão da Nazaré" já desperta, garantindo uma importante atratividade à Nazaré e ao país».

Emídio Guerreiro marcou presença na Praia do Norte durante alguns momentos de uma sessão de surf, com McNamara, o britânico Andrew Cotton e o português Hugo Vau, aproveitando para salientar a importância destas ações para dinamizar a economia.

«Como responsável do Governo pela área do desporto, considero que este tipo de projetos e eventos integram o que, há já algum tempo, designo como economia do desporto e que ao fim ao cabo mais não é do que uma oportunidade de projetar internacionalmente o país, dinamizando a economia nacional pelo desenvolvimento das economias regionais e locais», referiu.

O secretário de Estado considerou ainda que o país deve «aproveitar» a «divulgação da onda da Nazaré, com o Garrett e com os outros atletas que a usam», tendo de «ter a capacidade de a aproveitar, seja no domínio do turismo, seja na promoção externa das infraestruturas desportivas de excelência, seja ainda no alavancar de toda uma indústria ligada ao setor do desporto e em particular aos desportos de mar».

«Esta é, aliás, uma matéria para a qual estou particularmente focado e estamos a trabalhar para que a breve prazo possamos apresentar uma estratégia para a economia do desporto, que contemplará uma visão alargada e multidisciplinar do setor», concluiu Emídio Guerreiro.