A obra do escritor português José Saramago, Nobel da Literatura, passará a ser publicada pela Porto Editora, anunciou esta quarta-feira a Fundação José Saramago.

«As herdeiras de José Saramago escolheram a Porto Editora para editar e distriibuir a obra literária de José Saramago, em Portugal e nos demais países da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, à exceção do Brasil», explicou a fundação à Lusa.

A decisão surge uma semana depois de a editora Editorial Caminho e as herdeiras de Saramago terem anunciado o fim de um acordo editorial sobre a publicação das obras do autor português.

Na semana passada, a Editorial Caminho e as herdeiras de Saramago anunciaram que «não foi possível chegar a acordo sobre as condições contratuais que permitiriam continuar a publicar nesta editora a obra do escritor».

José Saramago, falecido em junho de 2010 na ilha espanhola de Lanzarote, publicou praticamente toda a sua obra na Editorial Caminho, incluindo «Memorial do Convento» e «O ano da morte de Ricardo Reis», que fazem parte dos programas curriculares do ensino secundário, e o romance «Claraboia», editado em 2011.

Agora, em comunicado, a companheira de Saramago, Pilar del Río, e a filha, Violante Saramago Matos, sustentam que a fundação e a Porto Editora «vão definir estratégias conjuntas de divulgação da obra do escritor em todo o mundo, com especial atenção à comunidade lusófona».

Na escolha, as herdeiras elogiam o facto de a Fundação Círculo de Leitores (que integra o grupo Porto Editora) ter criado o Prémio Literário José Saramago, que «distingue jovens escritores de língua portuguesa», e sublinham o «impulso» que aquela fundação deu à carreira literária de José Saramago, com a edição de «Viagem a Portugal» em 1981.

A edição desta obra «veio a permitir que [José Saramago] se dedicasse a tempo inteiro à escrita», dizem.

Depois de vários anos de relação com o editor Zeferino Coelho, da Editorial Caminho, a obra de José Saramago será agora tratada pelo editor Manuel Alberto Valente, revelou a Porto Editora em comunicado.

A Porto Editora, que esta quarta-feira, na página oficial na Internet, já inclui Saramago entre os autores, vai cumprir este ano 70 anos de vida.

O romance inédito de José Saramago «Alabardas, alabardas, espingardas, espingardas» será editado «antes do verão»,anunciou o editor Manuel Alberto Valente.

Do seu catálogo fazem parte autores portugueses como Sophia de Mello Breyner Andresen, Mário de Carvalho, Mário Cláudio e Valter Hugo Mãe.