Os militares da GNR andam há dois dias no encalce de um cavalo selvagem que já atacou várias pessoas. O animal feriu um turista e também mordeu num transeunte que praticava jogging na zona de Caminha. Este foi o caso mais grave, quando o homem foi atacado no alto do Monte de Santo Antão.

Um casal também foi surpreendido pelo animal, mas conseguiu fugir e abrigar-se no carro como conta o «JN».

A zona é muito turística e, por isso, um carro patrulha mantém-se alerta pela zona. Para além disso, a polícia ambiental já na terça-feira passava a pente fino as freguesias de Moledo, Vilarelho e Cristelo.

A Direção-Geral de Veterinária já foi avisada para o caso do cavalo castanho, com uma mancha branca e sem brinco de identificação e que não foi dado como desaparecido de nenhuma propriedade.