Os lisboetas vão poder apresentar este ano as suas propostas para o Orçamento Participativo (OP) da cidade num quiosque que vai ser instalado hoje junto ao Arco da Rua Augusta, informou a câmara municipal.

No ano passado, a autarquia pendurou vários cartões com a forma de Santo António numa árvore no Príncipe Real para moradores e visitantes escreverem as suas propostas e em 2012 colocou 55 mil «post-it» na fachada do Museu do Design e da Moda de Lisboa (MUDE).

No Quiosque do Orçamento Participativo, além de entregarem as propostas, os lisboetas poderão ver e provar o trabalho das Startups de Lisboa.

Também hoje começa a campanha de mobilização de todos os lisboetas para participarem no OP, à qual se vão associar personalidades de várias áreas, desde a cultura ao desporto e à comunicação.

A sétima edição do OP tem uma verba de 2,5 milhões de euros, que vai ser dividida em dois grupos de projetos: um milhão de euros para projetos de valor igual ou inferior a 500 mil euros e 1,5 milhões de euros para projetos de valor igual ou inferior a 150 mil euros.

As propostas para Lisboa podem ser apresentadas até 07 de junho através do site www.lisboaparticipa.pt ou nas assembleias participativas realizadas para o efeito.

Nas edições anteriores foram aprovados projetos que permitem hoje andar de bicicleta nos 40 quilómetros de pistas cicláveis, passear a pé de Monsanto até ao Parque Eduardo VII, incubar uma empresa na ¿Start Up¿ Lisboa ou revisitar o Largo do Coreto de Carnide.

Na última edição do Orçamento Participativo de Lisboa votaram cerca de 36.000 pessoas.

As votações podem ser feitas pelo portal www.lisboaparticipa.pt ou por sms.