A Câmara Municipal da Guarda tem um passivo total de cerca de 91 milhões de euros, revelou uma auditoria externa às contas da autarquia, apresentada esta terça-feira na reunião da Assembleia Municipal.

Segundo Martins da Cunha, um dos responsáveis da empresa que efetuou a auditoria externa ao município, o passivo da autarquia da Guarda, atualmente liderada por Álvaro Amaro (PSD/CDS-PP), é de 73,391 milhões, a que acresce o montante de 17,878 milhões correspondentes aos compromissos existentes em 30 de setembro do ano passado.

O responsável explicou, na apresentação sumária do relatório, que 53,350 milhões do passivo correspondem ao município, 16,316 milhões aos serviços municipalizados (SMAS), 3,039 milhões à empresa municipal Culturguarda (que gere o Teatro Municipal da Guarda) e 678 mil euros à empresa municipal Guarda, Cidade Desporto (que gere o complexo das piscinas municipais).