A Câmara Municipal de Lisboa decidiu restringir o acessoa vários locais do Parque Florestal de Monsanto, devido à "situação de alerta para o território de Portugal Continental, até 06 de agosto, em virtude do aumento das temperaturas e consequente agravamento do risco de incêndio, tomou um conjunto de medidas preventivas especiais".

Em comunicado a que a TVI24 teve acesso, a autarquia decidiu "reduzir ao mínimo a circulação e acesso ao Parque Florestal de Monsanto", o que passará pelo "encerramento do Parque Recreativo do Alvito, do Parque Recreativo do Alto da Serafina e do Miradouro Panorâmico de Monsanto".

Cancelar a realização de eventos no interior dos espaços em regime florestal, nomeadamente, o evento que estava previsto realizar-se na Tapada da Ajuda, no domingo 5 de agosto", é outra das medidas decididas pela Câmara de Lisboa.

A autarquia frisa ainda que "dado o risco máximo de incêndio, e de forma a evitar a concentração de pessoas no interior de espaços em regime florestal como é o Parque Florestal de Monsanto, desaconselha a utilização dos vários equipamentos coletivos particulares ali localizados, assim como a realização de piqueniques e atividades lúdicas".