A Câmara Municipal de Lisboa vai lançar uma campanha digital com fotografias de momentos em que o país acolheu refugiados, por forma a combater a desinformação e sensibilizar os munícipes para a necessidade de ajudar os outros.

Segundo o vereador dos Direitos Sociais, João Afonso, o primeiro cartaz dirá “bem-vindos” e será divulgado na próxima quarta-feira, dia 23, nos painéis do tipo ‘mupi’ , dispositivos eletrónicos ‘tomi’, nas redes sociais e nos ecrãs gigantes distribuídos pela cidade.

A partir de dia 01 será possível encontrar pela capital outros cartazes com fotografias de quatro momentos em que Portugal acolheu refugiados: durante a após a segunda Guerra Mundial, durante a guerra do Kosovo e a atualidade.

“São imagens que a qualquer pessoa chamam a atenção”, referiu João Afonso em declarações à agência Lusa, acrescentando que a acompanhar as fotografias estarão frases de autores nacionais e internacionais alusivas à liberdade.

“O programa municipal de acolhimento de refugiados tem uma grande componente de criar condições para acolher as novas pessoas, e tem também outra vertente que é de informação e consciencialização da população”, afirmou.

O autarca considerou que existe “muita desinformação” nas redes sociais, que faz com as “pessoas esqueçam o essencial”.

“Estamos a falar de pessoas, nossos congéneres, e se estivéssemos na mesma situação também gostávamos de ser acolhidos”, vincou.

A campanha estará nas ruas entre duas semanas e um mês.