O outono deste ano foi o sexto mais quente e o mais chuvoso desde 1931, segundo o boletim de outono do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

O boletim climatológico do outono de 2014 adianta que os meses de setembro, outubro e novembro em Portugal continental foram os segundos mais quentes e mais chuvosos desde 2000.

O IMPA refere que a temperatura média da estação do outono, 17.6 graus centígrados, foi superior ao valor normal com um desvio de mais 1.4 graus, sendo o sexto outono mais quente dos últimos 83 anos.

O boletim destaca que quatro dos dez outonos mais quentes ocorreram depois de 2000 (2006, 2014, 2009 e 2010).

Os valores médios da temperatura máxima e mínima do ar também foram superiores aos valores normais, com anomalias de mais 1.1 graus e mais 1.7 graus, respetivamente, indica o IPMA, sublinhando que no último outono ocorreu uma onda de calor entre os dias 17 e 27 de outubro, considerada como «a mais significativa observada desde 1941, para esse mês».

O boletim realça igualmente que o outono deste ano classificou-se como chuvoso, sendo o valor da precipitação o sexto mais alto desde 1931.

De acordo com o IPMA, o valor médio da quantidade de precipitação no trimestre setembro-novembro corresponde a cerca de 180 por cento do valor normal.

O boletim climatológico do outono de 2014 refere ainda que o número de dias com precipitação superior ou igual a um milímetro (mm), 10mm e 30mm foi superior ao normal em cerca de 1.5 a três vezes.