Um aparelho de televisão, que tinha dissimulado no seu anterior telemóveis, carregadores, baterias, comprimidos cor-de-rosa e brancos, agulhas e seringas, foi apreendido durante o controlo feito à entrada da prisão de Pinheiro da Cruz, em Grândola, foi esta quarta-feira anunciado.

A Direção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais (DGRSP) adianta que o aparelho de televisão foi apreendido, na terça-feira, durante o trabalho normal dos guardas prisionais à entrada do estabelecimento prisional com vista ao controlo da entrada e circulação de bens e produtos ilícitos.

Segundo a DGRSP, a televisão foi entregue por uma visitante aos guardas prisionais e destinava-se a um recluso do Estabelecimento Prisional de Pinheiro da Cruz,

A DGRSP adianta que o aparelho de televisão tinha dissimulado no seu interior 19 telemóveis, 18 carregadores de telemóvel, 16 auriculares, quatro baterias, película de proteção, uma placa para cartão SIM, um ecrã de telemóvel, 11 penes, 19 cabos USB, dois adaptadores, 14 cartões SIM, 53 ampolas, 580 comprimidos cor-de-rosa, 100 comprimidos brancos, cinco seringas e 12 agulhas.

A apreensão foi participada à GNR, uma vez que envolve um cidadão que não está detido e os comprimidos e ampolas carecem de análise laboratorial para determinar a sua composição.