Um homem de 48 anos de idade, natural da ilha do Faial, Açores, foi encontrado morto na noite de segunda-feira no apartamento onde morava, na cidade da Horta, já em estado de decomposição, disse hoje fonte policial.

Carlos Ferreira, comandante da PSP da Horta, disse à Lusa que o homem vivia sozinho e que os vizinhos alertaram as autoridades por causa do mau cheiro em redor do apartamento.

"O corpo foi removido para ser feita a autópsia e serão realizadas diligências para se apurar as circunstâncias da morte e as razões para que tenha levado tantos dias até o indivíduo ter sido encontrado", adiantou.


O comandante da PSP da Horta lembrou que, nos Açores, "não é normal" que passem vários dias até um corpo ser encontrado, atendendo à proximidade que existe entre as pessoas.

Alberto Amaral, vizinho do homem encontrado morto, disse à Lusa que já o via "há cerca de uma semana", mas não achou estranha a sua ausência, porque julgou que estivesse fora da ilha.

O alerta só foi dado dias mais tarde, quando o mau cheiro já se tornava insuportável.

"Eu liguei para o dono do apartamento e disse: isto já não se pode estar aqui, o cheiro é demais. Ele foi até minha casa e fomos juntos para baixo, metemos a porta dentro e encontrámos o senhor já cadáver", explicou Alberto Amaral.


O corpo será agora autopsiado, embora as autoridades acreditem que o homem tenha morrido de causas naturais.