A TAP confirmou esta quinta-feira que decorreu na terça-feira uma "investigação policial" nas instalações da empresa, indicando que "colaborou e colaborará inteiramente" com as autoridades sem especificar de que se trata.

Contactada pela Lusa, fonte oficial da TAP confirmou que "estiveram nas instalações da empresa autoridades competentes no âmbito de uma investigação policial", sublinhando que a operação está em "segredo de justiça" e que, por isso, "nada mais pode adiantar".

No entanto, a companhia aérea refere que "colaborou e colaborará inteiramente no sentido de fornecer os elementos pretendidos" e acrescenta que "acionou os seus mecanismos internos de averiguação" para esclarecer os "factos agora trazidos ao seu conhecimento".

A Lusa contactou a Procuradoria Geral da República, mas até ao momento não obteve comentários sobre esta investigação.