Notícia atualizada às 19:43

As diligências na água da Polícia Marítima para recuperar o cadáver que foi avistado este sábado por surfistas numa praia da Costa da Caparica foram suspensas às 17:30 e serão reatadas no domingo de manhã, segundo fonte oficial.

«As buscas por água foram suspensas quando o sol se pôs, como é normal, e amanhã de manhã serão reatadas», afirmou à agência Lusa o chefe de piquete da Polícia Marítima de Lisboa.

Ainda assim, o responsável revelou que «os agentes da Costa da Caparica vão em tempos periódicos às praias próximas da Praia do CDS para ver se o corpo vem dar à costa», uma vez que a maré está a encher.

Fontes que presenciaram o desenrolar da situação, desde que o cadáver foi avistado pelas 10:30 da manhã, relataram à Lusa que, nessa altura, decorria uma competição de surf na Praia do CDS, que foi interrompida para permitir as diligências das autoridades.

Esta informação foi confirmada pela Polícia Marítima: «A prova foi suspensa durante a manhã».

As mesmas fontes especificaram que o cadáver foi detetado por um jovem surfista (de 14 anos), que participava na competição, quando este mergulhou para passar uma onda e se deparou com o cadáver, sobre o qual não há ainda qualquer tipo de informação.

O cadáver foi avistado por várias testemunhas e pelo primeiro agente da Polícia Marítima que acorreu ao local. Mas o corpo desapareceu rapidamente do raio de visão, podendo ter afundado ou sido arrastado para outra zona.

A Polícia Marítima de Lisboa enviou para o local duas lanchas, que passaram o dia a fazer as buscas nas imediações do local onde o cadáver foi avistado, mas sem sucesso.