Notícia atualizada às 16:27

As buscas para encontrar um pescador desportivo desaparecido desde quarta-feira, em São Miguel, nos Açores, prosseguem apenas em terra, tendo sido alargada a operação até Rabo de Peixe.

«As buscas mantêm-se por terra com equipas da Policia Marítima e Bombeiros de Ponta Delgada e Ribeira Grande e estenderam-se até Rabo de Peixe», disse à agência Lusa o capitão do Porto de Ponta Delgada, comandante Filipe Matos Nogueira.

Matos Nogueira acrescentou que, devido «ao agravamento das condições meteorológicas, foi suspenso ao final da manhã o emprego da lancha» do Instituto de Socorros a Náufragos (ISN) e além disto estava também envolvido na operação um helicóptero da Força Aérea Portuguesa, mas «mantém-se o dispositivo por terra».

Segundo o Centro de Coordenação de Busca e Salvamento Marítimo de Ponta Delgada (MRCC Delgada), a informação do desaparecimento do pescador desportivo de pesca à cana na proximidade da Ermida de S. Pedro, nos Fenais da Luz, em São Miguel, foi dada na quarta-feira, pelas 20:45 locais.

De acordo com a informação do Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores (SRPCBA), «o indivíduo do sexo masculino, de nacionalidade portuguesa, ter-se-á deslocado para aquela zona durante a manhã do dia 1 de janeiro, sozinho, não tendo regressado a casa até à hora do alerta», refere um comunicado do MRCC de Ponta Delgada, acrescentando que foram feitas «buscas por meios da Polícia Marítima ainda durante a noite» de quarta-feira até às 23:00, tendo sido «encontrados os pertences do pescador junto ao Pesqueiro da Pedra Redonda».

O capitão do Porto de Ponta Delgada adiantou ainda à Lusa que «as buscas por terra vão manter-se durante o dia de hoje até ao por do sol» e «prosseguirão eventualmente na sexta-feira».