Um casal residente na Batalha, distrito de Leiria, foi detido pela Polícia Judiciária (PJ) suspeito da prática, em coautoria, de 28 crimes de burla qualificada, anunciou esta segunda-feira a Procuradoria da Comarca de Leiria.

Numa nota publicada na sua página na Internet, a Procuradoria informa que no desenrolar de uma investigação coordenada pelo Departamento de Investigação e Ação Penal de Leiria (DIAP), a PJ deteve na quinta-feira duas pessoas residentes na Batalha “que mantinham uma relação amorosa entre si”, por “se considerar fortemente indiciada a prática, em coautoria material e em concurso efetivo, de pelo menos 28 crimes de burla qualificada, fazendo desta atividade ilícita modo de vida”.

Dos autos resulta que, entre dezembro de 2012 e dezembro de 2017, os dois arguidos, em harmonia com o plano por si delineado, publicitaram o arrendamento de imóveis, através da Internet, apresentando fotografias dos mesmos e fornecendo por correio eletrónico as informações que lhes eram solicitadas pelos interessados, assim dando credibilidade à sua atuação e criando a convicção naqueles que seriam concretizados os mencionados arrendamentos”, adianta a Procuradoria.

Segundo o Ministério Público, “posteriormente os arguidos exigiam a transferência para uma das contas bancárias por si tituladas, de um valor que oscilava entre os 25,00 euros e os 640,00 euros, alegando que tal era prévio à efetivação do arrendamento do imóvel, sendo que os mesmos nunca foram concretizados”.

O arguido aguarda julgamento em prisão preventiva e a arguida está obrigada a apresentações trissemanais no posto policial da sua área de residência.

A investigação prossegue sob direção do DIAP de Leiria, com a coadjuvação do Departamento de Investigação Criminal de Leiria da PJ.