A Polícia Judiciária deteve dois homens, de 21 e 27 anos, por suspeitas de falsidade informática, burla informática e associação criminosa, informou hoje a PJ.

Os detidos alegadamente utilizavam dados de cartões bancários de terceiros, obtidos por interseção ilícita nos circuitos de pagamento, com os quais adquiriram diversos tipos de bens de consumo numa soma de perto de 30 mil euros, lê-se num comunicado da PJ hoje divulgado.

No decorrer da operação, realizada pela Unidade Nacional de Combate à Corrupção, nas zonas da Grande Lisboa e Ovar, foram apreendidos elementos probatórios e objetos resultantes do produto do crime.

Os detidos vão ser sujeitos a primeiro interrogatório judicial.