A PSP/Porto anunciou a detenção de dois homens, um dos quais evadido de uma cadeia desde 2008, e de uma mulher, também com mandado de detenção, suspeitos do crime de burla, vitimando sobretudo idosos.

Em comunicado citado pela Lusa, a PSP refere também a apreensão de diversos objetos em ouro e prata, a quantia de 1.500 euros e diversos documentos pessoais de identificação falsificados.

Do trabalho produzido pela Divisão de Investigação Criminal da PSP foi possível apurar, diz a polícia, que os detidos abordavam cidadãos, preferencialmente idosos, e fazendo-se passar por seus familiares, conquistavam a sua confiança, permitindo-lhes aceder ao interior das casas das vítimas.

Desta forma, explica a PSP, «através de astúcia em algumas ocasiões e com recurso à violência noutras situações, apoderavam-se de objetos em ouro e prata, assim como quantias em dinheiro das vítimas».

Os suspeitos encontram-se referenciados por esta polícia pela prática concertada dos referidos crimes em todo o país.

Sob a mulher, de 43 anos, pendia um mandado de detenção para cumprimento de pena de prisão efetiva de quatro anos pela prática de um crime de burla agravada no ano de 2005, o qual foi de imediato concretizado.

O homem de 41 anos encontrava-se evadido de estabelecimento prisional, após concessão de saída precária em 2008, pelo que foi, igualmente, dado cumprimento ao respetivo mandado de captura.

Os dois suspeitos referenciados foram conduzidos junto dos respetivos estabelecimentos prisionais, sendo o homem de 23 anos presente, esta quarta-feira, às autoridades judiciárias para aplicação das adequadas medidas de coação.