Uma livraria/papelaria em Vila Verde foi burlada esta sexta-feira por um homem que ali registou uma aposta de quatro euros no Euromilhões e pagou com uma nota falsa de 100 euros, informou o gerente.

Manuel Lopes disse à Lusa que registou o boletim e deu 96 euros de troco.

“Pus a nota de 100 euros em cima do balcão, para confirmar se era verdadeira, mas no mesmo momento entrou uma mulher que comprou uma revista com o preço de 1,80 euros e pagou com uma nota de 50 euros”, contou.


Deu o troco à mulher e, quando ia pegar na nota de 100 euros, já não a encontrou.

“O homem levou a nota, levou os 96 euros de troco e ainda ficou com o Euromilhões registado. Agora, para cúmulo, só falta mesmo que tenha apostado nos números e nas estrelas da sorte”, gracejou.


Após as “compras”, o homem e a mulher, que terão atuado “em conluio”, meteram-se num carro e arrancaram “rapidamente”, mas um popular conseguiu anotar a matrícula da viatura.

Com humor, Manuel Lopes disse apenas esperar que a matrícula “não seja tão verdadeira” como a nota de 100 euros.

“Pelo menos, a nota de 50 euros com que a mulher pagou a revista era verdadeira”, disse ainda.


O caso já foi participado à GNR.