Um homem, de nacionalidade portuguesa, fechou-se sozinho no cockpit de um avião, no aeroporto de Heathrow. O incidente aconteceu no último sábado e resultou na detenção do cidadão português, de 38 anos, residente em Stonehill Road, Housnlow, em Londres.

O homem está acusado de entrar no avião sem autorização e de violar o perímetro de segurança daquele que é o aeroporto mais movimentado do Reino Unido.

O português foi visto a subir para um Boeing 747 da British Airways, entrou na cabine e fechou-se no interior do cockpit, recusando abrir as portas de alta segurança.

É assustador pensar nisto. Um homem que, não só entrou na pista de um dos aeroportos com mais movimento do mundo como chegou a um Boieng 747 e encontrou-o aberto, conseguindo entrar. Depois dirigiu-se à cabine e fechou-se beneficiando do equipamento anti-terrorista do próprio avião", explicou fonte anónima à Sky News.

A mesma fonte explicou que foi chamada uma corporação de bombeiros que iniciou uma operação para conseguir aceder ao cockpit a partir do exterior.

A polícia confirmou ter ocorrido um incidente no aeroporto de Heathrow, mas afastou a hipótese de terrorismo. Já a companhia aérea British Airways apenas avançou que o homem será presente a tribunal.

Responsáveis do aeroporto garantiram que estão a colaborar com as autoridades em relação ao incidente e reconheceram que "entradas ilegais na pista são um potencial perigo para a pessoa em questão e para os outros".