A PSP arrombou, esta quinta-feira, as portas de um apartamento em Braga para pôr cobro a um “quadro grave de violência doméstica”, com “iminente perigosidade para a vida” de uma mulher e da sua filha menor, informou aquela força.

Em comunicado, a PSP refere que o suspeito, de 22 anos, agrediu a companheira, de 26, e sequestrou-a, mantendo-a “cativa” no quarto.

O alerta foi dado pelas 01:15, através de uma chamada telefónica.

“Já no local, a PSP constatou a veracidade dos factos e, perante a iminente perigosidade para a vida da ofendida e da sua filha menor, apesar das tentativas promovidas no sentido do suspeito abrir voluntariamente a porta do apartamento, que resultaram infrutíferas, adveio a extrema necessidade da imediata intervenção policial, no sentido de resgatar a vítima e a sua filha”, refere o comunicado.

Para o efeito, a PSP procedeu a uma “entrada tática” no apartamento, arrombando as portas de entrada e do quarto onde o casal se encontrava e efetuando a detenção do agressor.

A vítima apresentava “ferimentos graves”, tendo sido transportada para o hospital, onde permanece internada em observações.

O detido vai ser apresentado nos Serviços do Ministério Público junto do Tribunal Judicial da Comarca de Braga, para aplicação das respetivas medidas de coação.