Os estragos do mau tempo de domingo à tarde vão condicionar o fornecimento de água à cidade da Lixa, obrigando ao recurso a autotanques dos bombeiros, disse à Lusa o presidente da Câmara de Felgueiras.

Segundo Inácio Ribeiro, já foi pedido o apoio dos bombeiros da Lixa para que as viaturas assegurem o abastecimento dos depósitos da cidade.

O comandante dos Bombeiros da Lixa, José Campos, confirmou a situação e avançou que a água vai ser disponibilizada pelo vizinho concelho de Amarante, após contactos entre os dois municípios.

Na operação vão ser utilizados dois autotanques da corporação da Lixa e outro dos bombeiros de Felgueiras.

No domingo, ao final da tarde, choveu com grande intensidade no concelho, caindo granizo em vária zonas.

O presidente da câmara previu esta manhã que a situação na Lixa possa manter-se durante dois dias, para permitir a reparação de duas condutas responsáveis pelo abastecimento à cidade da Lixa, que foram destruídas por uma enxurrada, no domingo à tarde.

O autarca explicou que a estrada municipal que liga Airães à Lixa, por onde passam as condutas, ficou parcialmente destruída na zona das Cruzes.

Inácio Ribeiro apelou à população da cidade para que modere os consumos, evitando uma rutura no abastecimento.

Os meios do município encontram-se no local para iniciar os trabalhos de reparação.

A circulação naquela estrada também foi interrompida.

No concelho de Felgueiras, há outra situação que preocupa a proteção civil, relacionada com os estragos numa estrada da freguesia de Pedreira.

Segundo Inácio Ribeiro, a enxurrada de domingo à tarde arrastou parte da estrada, o que está a dificultar o acesso a duas habitações.

O serviços do município encontram-se no local.

Nas Caldas da Rainha, já esta segunda-feira, várias casas ficaram inundadas.

Já são 17 os distritos em alerta por causa das condições climatéricas.