O Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) anunciou hoje que vai abrir, no início de julho, 25 postos de emergência médica (PEM) em corpos de bombeiros, totalizando 300 ambulâncias em 257 dos 278 concelhos do país.

Em comunicado, o INEM adianta que com a abertura deste 25 postos PEM “apenas 21 concelhos” ficam sem estas ambulâncias que são operadas pelos corpos de bombeiros.

Dos 25 PEM a abrir em julho, sete já estavam previstos no plano de 2014 e transitaram para 2015, 15 estavam planeados para este ano e três foram antecipadas de 2016, refere o INEM.

O Instituto Nacional de Emergência Médica destaca que em julho vão ser abertos o maior número de postos PEM desde há cinco anos, passando das 226 ambulâncias nos bombeiros, em 2010, para as 300, em 2015.

No final de 2014, o INEM tinha 275 PEM em 232 dos 278 concelhos, porque existem 26 concelhos com mais de um posto.

Os postos PEM são ambulâncias de socorro operadas nos corpos de bombeiros e que são entregues pelo INEM com as características técnicas, sanitárias, equipamento e material normativamente exigidos.

Segundo o INEM, a área de intervenção destas ambulâncias é a de atuação do corpo de bombeiros, podendo ser alargada sempre que as necessidades de prestação de socorro o exijam, como em situações de escassez ou inexistência temporária de veículos ou tripulação adequada ou situações em que a urgência clínica implique a ativação do meio mais próximo.