Um incêndio deflagrou ao início da tarde desta quinta-feira, na ala psiquiátrica do Hospital de Valongo. O alerta foi dado às 13:44, precisou fonte dos Bombeiros de Valongo à TVI. 

No local, estão seis viaturas e 17 homens dos Bombeiros de Valongo, assim como «pelo menos» três viaturas do INEM.

Os bombeiros tiveram de proceder à evacuação do Piso 3, onde se iniciou o fogo, e do Piso 4, tendo sido retirados 53 doentes. Às 14:30, o incêndio já tinha sido apagado e procedia-se apenas à ventilação das zonas atingidas. 



Fonte do hospital afirmou à agência Lusa que «todos os doentes foram retirados e não há danos pessoais a registar».

Entretanto, o vogal executivo do hospital já revelou que vai ordenar a abertura de um inquérito interno para averiguar eventuais falhas de segurança na origem do incêndio.

Em declarações aos jornalistas, João Oliveira explicou que o fogo, de «origem desconhecida», começou «num quarto de isolamento da ala de psiquiatria revestido a espuma» e acrescentou que o fumo obrigou a evacuar todos dos doentes do hospital, apesar de não haver registo de feridos ou de intoxicados.

De acordo com o responsável, os 15 pacientes da ala de psiquiatria, que ocupa o terceiro piso do hospital, foram todos transferidos para o Hospital de S. João, ao passo que os restantes 38 doentes vão, nas próximas horas, ser distribuídos entre o S. João e o hospital de Valongo.